Sábado, 20 de Outubro de 2007

Introspecção

Cheio de esperança

Fui de encontro à ilusão

De ser puro de coração,

De ser criança.

Que sentido tem esta vida?

Quando era novo nada interessava,

Nem miúdas nem praia,

Nem copos nem noitadas,

Só a vida passava.

Agora que cresci

Sou criança na mesma,

Descobri que não vivi,

Não encontrei o meu lema.

Continuo parado a pensar

Estagnado por inércia

Sem ter para onde ir

Sem dinheiro para gastar.

Não sei o que fazer

Não sei para onde vou...

tags:

publicado por Pedro Santos às 13:35
link do post | comentar | favorito
|

.Mais sobre mim


. Ver perfil

. Adicionar como amigo

. 1 seguidor

.Visitas bemvindas

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.O que escrevo

. O ataque ao direito ao tr...

. E o decreto-lei 132/2012,...

. Mutualização da dívida do...

. Um pensamento sobre o sub...

. A crise e a poupança

. Uma análise à crise portu...

. Se eu fosse Primeiro Mini...

. O Minsitério da Educação,...

. O Excessso de Zelo

. O 5º Congresso Educação

.Portas para outras dimensões

.Quem me liga

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

.Procure(a)

 

.Portas para outras dimensões

SAPO Blogs

.subscrever feeds