Terça-feira, 25 de Junho de 2013

Mutualização da dívida do crédito à habitação

Tem-me assaltado uma questão que é os bancos “ajudados” pelo estado (isto é , por todos nós) executarem os cidadãos com dificuldades financeiras.

 

Ora, para isto pensei numa mutualização da dívida do cidadão com o seu banco (sim, ele também é dele porque o banco resulta de uma relação de confiança entre ambas as partes, em meu entender) através do real valor em dívida.

 

Se eu pedi 100 000 euros ao banco e este mo concedeu, então eles assumem comigo o risco partilhado do valor do imóvel, pois a hipoteca está em nome deles, e só passando por eles podemos negociar o imóvel. Quando emprestam dinheiro ao cidadão, assumem o risco que este poderá não conseguir pagar, e como em qualquer "negócio", há o risco de se ganhar e perder.

 

Ora, se a casa desvaloriza, como pode o cidadão ficar como único mutuário? Em meu entender, se a casa desvaloriza, o banco deve assumir o risco e o valor em dívida passar a ser o valor do imóvel, ajustando-se assim o valor da prestação e o capital em dívida ao banco. Claro está que se aumenta o valor do imóvel, os juros que já pagamos suportam o lucro do banco sem que este tenha perdas.

 

Quer isto dizer que o cidadão paga só o que a casa vale e não a especulação do banco que continua a dizer que a casa “vale” o que nos emprestou, pois continuamos a pagar a totalidade do empréstimo.

 

Se os juros flutuam porque não flutuar também o valor dos imóveis e a respetiva dívida?

 

Claro está que em bancos que não tenha havido intervenção ou injeção de capitais, de forma direta ou indireta (e.g. recurso a crédito avalizado pelo estado), então esta situação poder-se-ia equacionar não válida já que dos cidadãos nada receberam. Mas como os bancos estão na estrita dependência direta (?) do estado, julgo nenhum estar em condições de tal exigir.

 

A mutualização da dívida entre o banco e o cidadão poderia evitar assim despejos, execuções e tragédias pessoais e nacionais.


publicado por Pedro Santos às 09:54
link do post | comentar | favorito
|

.Mais sobre mim


. Ver perfil

. Adicionar como amigo

. 1 seguidor

.Visitas bemvindas

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.O que escrevo

. O ataque ao direito ao tr...

. E o decreto-lei 132/2012,...

. Mutualização da dívida do...

. Um pensamento sobre o sub...

. A crise e a poupança

. Uma análise à crise portu...

. Se eu fosse Primeiro Mini...

. O Minsitério da Educação,...

. O Excessso de Zelo

. O 5º Congresso Educação

.Portas para outras dimensões

.Quem me liga

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

.Procure(a)

 

.Portas para outras dimensões

SAPO Blogs

.subscrever feeds