Quarta-feira, 10 de Outubro de 2007

A política não serve o povo, serve-se dele!

A maior parte dos políticos não representa nada nem ninguém que não eles próprios.

Os políticos de hoje não vão para a política para servir a política mas para se servir da política, para poder trepar e atingir o que, com árduo trabalho (que não sabem fazer!) nunca na vida atingiriam na vida "civil".

Vejam o que acontece com as grandes individualidades nacionais, com a fuga deliberada a cargos públicos de relevo pois sabem que uma vez queimados nunca mais são reabilitados.

No entanto, o meu discurso pode ter uma falácia, que é a de que todos os "grandes" políticos têm lugar nas direcções de grandes empresas, mesmo depois de falhar redondamente em cargos governativos. Isto poderia querer dizer que são competentes... mas eu acho que o que quer dizer é que, mesmo não o sendo, as suas ligações políticas internas e intrinsecas são úteis, se calhar, de vez em quando, para aceder a lugares que de outra forma seria impossível.

Eu, pelo menos, não contrataria, ou indigitaria, para determinada posição alguém cujo currículo fosse uma gestão desastrosa de fundos e recursos humanos, a menos que isso seja uma mais valia no currículo de quem quer que seja. Não me parece!

Depois admiramo-nos que as empresas continuem a ter salários baixos, a não respeitar os direitos dos cidadãos, a impôr medidas coercivas e "ilegais" aos trabalhadores, a "mentir", pois senão são os mesmos que o tentaram fazer aquando da vida pública.

Um exercício para o futuro: quando os ministros e secretários de estado forem "demitidos" ou afastados, é só seguir o seu percurso "público" (privado) no após fracasso das suas orientações.

Bem Hajam.

 

 


publicado por Pedro Santos às 12:43
link do post | comentar | favorito
|

.Mais sobre mim


. Ver perfil

. Adicionar como amigo

. 1 seguidor

.Visitas bemvindas

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.O que escrevo

. O ataque ao direito ao tr...

. E o decreto-lei 132/2012,...

. Mutualização da dívida do...

. Um pensamento sobre o sub...

. A crise e a poupança

. Uma análise à crise portu...

. Se eu fosse Primeiro Mini...

. O Minsitério da Educação,...

. O Excessso de Zelo

. O 5º Congresso Educação

.Portas para outras dimensões

.Quem me liga

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

.Procure(a)

 

.Portas para outras dimensões

SAPO Blogs

.subscrever feeds