Quarta-feira, 17 de Outubro de 2007

O conceito de Escola Total

Ouvi ontem na rádio sobre um conceito pioneiro em Portugal que é a Escola Total, isto é, Escola do 1º Ciclo ao Ensino Universitário.

Parece então, a acreditar nos resultados apresentados pela dita, que este conceito é benéfico. Acredito que sim, se determinados pressupostos que lá se verificam forem aplicados ao Ensino Público Português, e mesmo assim, não todos.

1º ponto a ter em linha de conta é o número de alunos por turma, que se cifra em 15 alunos.

2º ponto é o facto de parecer que os alunos respeitam os princípios da Instituição, e acredito piamente que a administração não seja indulgente com a indisciplina.

3º ponto, a interacção entre várias camadas etárias pode ser benéfica se houver ordem e respeito uns pelos outros.

Os pontos que antevejo difíceis é o facto deste modelo estar aplicado numa escola com princípios práticos, sendo um dos princípios orientadores da sua política de recrutamento docente o facto de terem experiência nas áreas que leccionam (gestão financeira, informática, gestão de recursos humanos,...). Outro factor é a desregulação que se assiste no poder paternal, a principal figura de autoridade, e os comportamentos assimilados por crianças mais jovens a partir de comportamentos observados de crianças mais velhas. O que é normal para uma criança de 14 anos não o será, decerto, normal para uma criança de 6 anos. Quando tudo está misturado e "sem controlo visual", muito se pode assimilar fora de contexto social e maturacional.

Claro, tudo é mais fácil numa escola privada onde se pode(rá) fazer selecção de candidatos, agora onde isso não é possível torna-se tudo caótico, ou alguém acredita que existe mais controlo e disciplina no sector privado só porque sim?!...

A Escola Total tem de ser acompanhada previamente por uma educação parental para os valores da escola e o que ela representa, bem como a educação cívica dos pais para não ceder a todos os caprichos dos filhos e ser capaz de dizer não, e não correr a desancar na escola e nos professores só porque o menino/menina fez queixa em casa de algo. Bem sabemos que a forma do pai/mãe ser o verdadeiro herói nos dias de hoje é quando defende incondicionalmente o seu filho/filha, mesmo quando este não tem razão, retirando autoridade à escola/professor, e em última análise, a si mesmo, mesmo que não esteja consciente disso.

Por isso, caros leitores, a Escola Total é uma utopia se for implementada sem mudar mentalidades primeiro, mas como em Portugal se faz tudo ao contrário, vai-se começar primeiro pelo telhado e tentar remediar a derrocada do mesmo depois.

Este conceito, sem a devida intervenção primária, será aquilo que já denominei de "Guetos Educativos". Cá estarei(emos) para verificar se tenho razão ou não...

 

 


publicado por Pedro Santos às 14:24
link do post | comentar | favorito
|

.Mais sobre mim


. Ver perfil

. Adicionar como amigo

. 1 seguidor

.Visitas bemvindas

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.O que escrevo

. O ataque ao direito ao tr...

. E o decreto-lei 132/2012,...

. Mutualização da dívida do...

. Um pensamento sobre o sub...

. A crise e a poupança

. Uma análise à crise portu...

. Se eu fosse Primeiro Mini...

. O Minsitério da Educação,...

. O Excessso de Zelo

. O 5º Congresso Educação

.Portas para outras dimensões

.Quem me liga

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

.Procure(a)

 

.Portas para outras dimensões

SAPO Blogs

.subscrever feeds