Quinta-feira, 8 de Novembro de 2007

Procuro

Sentei-me no teu colo

Olhei para o lado

Vi a tua sombra

Qual animal alado.

 

As asas abertas…

nos braços fechados!

A mente desperta…

nos olhos cerrados!

 

Agora que estamos juntos

Ai! Estamos separados

O que deverei fazer para nunca te perder

Ficarmos para sempre amados.

 

Ando à procura de um pouso p’ra descansar

Ando à procura de um ninho para amar

Ando à procura de um sítio além-mar

Ando à procura, enfim, de sonhar.

 

Encontrei-te sozinha

sem falar

Abri a minha mente

a esse novo despertar.

 

Voltei para dentro

P’ra segurança do lar

Vi-te no entanto aqui a caminhar.

 

Ando à procura de um pouso p’ra descansar

Ando à procura de um ninho para amar

Ando à procura de um sítio além-mar

Ando à procura, enfim, de sonhar.

tags:

publicado por Pedro Santos às 22:22
link do post | favorito
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


.Mais sobre mim


. Ver perfil

. Adicionar como amigo

. 1 seguidor

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.O que escrevo

. O ataque ao direito ao tr...

. E o decreto-lei 132/2012,...

. Mutualização da dívida do...

. Um pensamento sobre o sub...

. A crise e a poupança

. Uma análise à crise portu...

. Se eu fosse Primeiro Mini...

. O Minsitério da Educação,...

. O Excessso de Zelo

. O 5º Congresso Educação

.Portas para outras dimensões

.Procure(a)

 

.Portas para outras dimensões

SAPO Blogs

.subscrever feeds